fbpx

Blog da Nartan

Método terapêutico com base no movimento corporal ganha curso de pós-graduação em reconhecida instituição de ensino

Método Dança Vital – Dançaterapia

Exercícios psicoenergéticos, meditações e estilos de dança, reunidos em uma única prática, curam feridas da infância e resgatam a energia vital e o amor-próprio

Desenvolvido pela psicóloga, psicoterapeuta corporal e dançarina Nartan Lemos, Dança Vital – Dançaterapia combina o trabalho da Criança Ferida, ou Método Learning Love, a Bioenergética, de Alexander Lowen, e o trabalho Junguiano com arquétipos e criatividade. Sua prática, segundo a terapeuta, “é o convite para alcançar uma intimidade consigo mesmo de forma saudável e curativa”.

A partir de experiências pessoais e estudos teóricos, Nartan desenvolveu este trabalho orientado para atendimentos em grupo ou individual. Como resultado, a/o praticante ativa sua plenitude que se dá através de diálogos com o corpo e com a alma. Nas sessões, o dom da dança é articulado como forma de meditação.

Por meio da prática, “é possível nos reconectar com nossos corpos com leveza e espontaneidade” diz a terapeuta. Outros benefícios se dão a partir dos encontros frequentes “fortalecendo a dinâmica de grupo e a singularidade de cada participante, os inspirando a desenvolver uma vida com mais criatividade, sentido de pertencimento, poder pessoal, bem-estar e alegria de viver”, lista Nartan.

Como recurso terapêutico complementar, o Dança Vital incentiva a aprendizagem do trabalho em equipe, o bom humor, a iniciativa, a coragem, o entusiasmo, a flexibilidade, a concentração, capacidades humanas que, desenvolvidas, contribuem para uma vida mais alegre, saudável e integrada.

Nas vivências trabalhamos continuamente para promover o prazer de viver, a empatia e a solidariedade, assim estimulando o equilíbrio orgânico, a resistência imunológica e a saúde física. Também buscamos flexibilizar ou liberar a rigidez e as tensões corporais decorrentes do stress.

Com o despertar da criatividade, abrimos caminhos para a capacidade de criar e cuidar dos laços afetivos, melhorar a comunicação entre as pessoas, a cooperação e a liderança. Parto da ideia que o movimento e a consciência corporal possibilitam o honrar do corpo na sua essência, promovendo o cuidado a fim de que possa ser desfrutado da melhor forma possível.

Ressalto que o trabalho com as polaridades é uma das linhas condutoras do método: podemos experienciar essas duas energias (feminino-masculino; yin-yang) que correm no nosso fluxo vital de diferentes formas. Isso precisa ficar muito claro: experimentar as polaridades não tem nada a ver com nossa vivência sexual ou afetiva. Independente das classificações, carregamos dentro de nós os princípios energéticos yin-yang e feminino-masculino. Nosso trabalho diz respeito à alma humana, esse tema complexo e profundo, um mistério sempre a ser desvendado.

A natureza humana é contraditória e paradoxal, portanto gosto muito de trabalhar com a perspectiva de integrar as forças opostas:  luz/sombra, consciente/inconsciente, movimento/não-movimento, som/silêncio, yin/yang, dia/noite. Por meio dos exercícios de Bioenergética, de Meditações e da Arteterapia, podemos integrar as polaridades energéticas e arquetípicas em nossa psique e no corpo. Por meio da Dança e da Meditação podemos resgatar e ressignificar esse espaço, além de criar novas vivências e paradigmas, nos libertando de crenças limitantes, couraças e formas de viver e estabelecer relações impostas.

A dança pode nos proporcionar um meio de mapear os movimentos da nossa psique e nos permite a descoberta do ser único que somos.  Viver é se mover entre os opostos, é um processo, uma revolução permanente. O casamento sagrado consiste na unificação dos opostos yin e yang, feminino e masculino, sem a predominância de um ou do outro, assim permitindo a expressão criativa e única em sua totalidade.

Não perca a chance de explorar a dança como uma ferramenta poderosa de cura através da expressão criativa, vitalidade e meditação. Dançando, o corpo se transforma em um poderoso veículo de comunicação, tão ou mais forte que sons ou palavras. Com a ajuda da respiração também liberamos toxinas, emoções contidas e o prejudicial mau humor. O corpo ama se movimentar: essa é a sua natureza. Dança é terapia. Além do mais, dançando ficamos mais bonitos, sensuais e mais felizes.

Assim, é pela celebração da vida que o método Dança Vital eclode como convite para ativarmos a plenitude do self, através de diálogos e conversas com o corpo e com a alma. Podemos resgatar o espírito da vida e da vitalidade através da cura pelo movimento.

PRÁTICAS INTEGRATIVA E COMPLEMENTAR A SAÚDE

Importante confirmação da promoção da saúde psicológica a partir dos benefícios da prática da dança veio em 2017. Quando o Ministério da Saúde implementou, no âmbito do SUS, a dança e meditação como terapêuticas no rol da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).

Como forma de difundir seu trabalho no campo das práticas corporais integrativas, Nartan Lemos publicou, recentemente, o livro “Dança Vital – recuperando a alegria de viver”. Na publicação, a autora transmite conhecimento em uma escrita leve e informal. “A ideia é compartilhar minha trajetória pessoal e o processo de autoconhecimento que culminou na criação deste método de terapia, onde o movimento é cura”, diz a autora

PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU MÉTODO DANÇA VITAL – DANÇATERAPIA

Como reconhecimento da profundidade de seu trabalho, o Centro Universitário IESB lança, em abril de 2024, uma versão em Pós-Graduação Lato Sensu da prática desenvolvida pela psicóloga, escritora e pesquisadora com certificação do MEC . O curso terá uma carga horária de 360 horas + 100 horas de estágio supervisionado, realizado em formato híbrido/semipresencial, ao longo de 15 meses. A Pós-Graduação vai contemplar ciclos de desenvolvimento, aperfeiçoamento e especialização.

A importância da modalidade semi-presencial, principalmente após termos vivenciado uma pandemia onde muitos de nós permanecemos muito mais em contato com uma tela do que com outros seres humanos, e a importância cada vez mais de estarmos experienciando nossa afetividade, contato físico, olhos nos olhos e a importância do abraço como ferramenta terapêutica.

A OMS anunciou que após a pandemia a previsão é de que 70% da população mundial terá algum tipo de doença ligada a saúde mental grave. O Brasil é um dos países que mais consome medicação psiquiátrica com um índice alto de pessoas passando por uma depressão e/ou crises de ansiedade.

Banner capa pos

Alguns dos benefícios da prática do “Método Dança Vital – Dançaterapia”:

* Integração do corpo, mente e emoções, inspirando uma vida com mais criatividade e sentido de pertencimento.

* Desenvolve a autenticidade e a autoexpressão, conectando e fortalecendo a essência.

* Aprender a “escutar de si” através do movimento e do sentir

* Auxilia a desbloquear o medo do contato com o outro e dificuldades relacionais

* Amplia sua consciência corporal, construindo um corpo vivo e saudável.

* Estimula a coordenação motora através do ritmo e da melodia

* Gerenciamento do estresse, da ansiedade e da depressão.

* Desenvolve a criatividade através de práticas de arteterapia

* Libera emoções contidas, flexibilizando as couraças musculares e gerando energia livre e vital.

* Integra aspectos feminino e masculino da nossa psiquê através da dança com os arquétipos.

* Resgate da nossa ancestralidade e identidade, remetendo a expressão de nossa formação enquanto povo e significações da nossa realidade atual.

* Vivências com diversos estilos de danças, proporcionando uma jornada única de autoexpressão criativa.

* Práticas de meditações ativas e passivas, que trazem equilíbrio e paz interior.

* Reconexão com a criança interior sagrada, redescobrindo a graça, a alegria de viver e recuperando a inocência original com o espírito curioso.

Alguns dos benefícios profissionais de trabalhar com o “Método Dança Vital – Dançaterapia”:

* Trabalhar com uma metodologia que integra corpo, mente e emoções estimulando sua expressão e criatividade.

* Atuar com práticas que auxiliam no tratamento do estresse, da ansiedade e da depressão, os grandes sintomas da pós modernidade.

* Metodologia barata, pois necessita para sua prática basicamente uma sala e uma caixa de som.

* Área de atuação ampla: Clínicas de saúde mental, centros de reabilitação, escolas de dança, unidades de saúde, escolas, instituições, empresas, lares de idosos e centros de cuidado de longo prazo, prática privada.

* Estudos científicos demonstram a importância de atividades criativas e lúdicas como a dança, no âmbito de promoção da saúde psicológica, respiratória, cardiovascular, límbica e muscoesquelética.

* A dança e o ritmo são reconhecidos como poderosos instrumentos no retardo ou controle de sintomas de doenças comuns ao público da terceira idade, como hipertensão, diabetes, Parkinson e Alzheimer.

COORDENADORA

Graduada em Psicologia, Psicoterapeuta Corporal e Dançarina. Professora certificada pelo Learning Love Institute (Terapia de Relacionamento/Criança Ferida). Pratica vários estilos de dança, tendo estudado no Grupo Corpo/BH. Ministrou o curso de Dança Vital no IFB/DF em parceria com o FAC. Autora do livro “Dança Vital – Recuperando a alegria de viver”, lançado em 2023 (impresso, e-book e audio book).

 

Matriculas abertas! Inscreva-se na Pós-Graduação Semi Presencial no IESB – Instituto de Ensino Superior de Brasília.

Início em abril. Inscreva-se já!