fbpx

Blog da Nartan

É possível viver o amor em liberdade?

Com um profundo trabalho de autoconhecimento, que envolve essencialmente terapia e meditação, acredito que é possível. Conheça a proposta terapêutica Learning Love/Terapia da Criança ferida

Todos nós carregamos internamente uma parte inconsciente que domina 70% de nossos comportamentos. Este espaço, que eu chamo de “criança ferida” ou “criança regredida”, sabota a felicidade, a satisfação e não nos permite crescer e evoluir.

Ao compreendermos esse espaço interno da criança ferida, passamos a entender como e por que reagimos, por que temos tanto medo dentro de nós, por que somos tão ávidos por amor e atenção ou por que é tão difícil deixar alguém chegar perto. Também passamos a entender por que somos tão cheios de vergonha e desconfiança, por que somos tão descontentes ou por que temos problemas em nos expressarmos em nossa sexualidade.

Dessa forma, conhecendo em profundidade nossa criança interna podemos estabelecer novas formas de nos relacionarmos (conosco e com os outros). Com o trabalho terapêutico, temos a possibilidade de trazer consciência ao adulto maduro que há em nós, e aos poucos vamos conseguindo estabelecer relacionamentos mais honenstos, maduros saudáveis.

Na terapia, trabalhamos com o pressuposto de que para construir um relacionamento amoroso com intimidade e liberdade, é preciso assumir o compromisso de ser honesto consigo – o que pode soar amedrontador, pois não é algo que vamos fazer apenas uma vez, trata-se de uma atitude constante.

 

Terapia: um compromisso com a honestidade

 

 

Muitas vezes, somos desonestos conosco mesmo por medo, vergonha e/ou julgamentos. E quando algo nos incomoda, ou nos machuca, deixamos nossa honestidade de lado pois não queremos perturbar o outro. E ao não falarmos a verdade, vamos nos afastando do outro. Ou de repente a energia vaza, com indiretas, e aquilo que te perturba aparece de uma forma inadequada.

Por isso, precisamos falar com honestidade, pois só assim criamos intimidade. E a terapia é um exercício que nos levará com segurança a este espaço de amor próprio e cuidado. E no processo terapêutico buscamos estabelecer um compromisso com nossa honestidade, pois não existe confiança sem honestidade.

Na terapia, trabalhamos com o pressuposto de que para construir um relacionamento maduro e saudável, é preciso, em primeiro, assumir o compromisso de ser honesto consigo – o que pode soar amedrontador, pois não é algo que vamos fazer apenas uma vez, trata-se de uma atitude constante.

+ Nartan Lemos é psicóloga com formação em psicoterapia corporal e professora certificada pelo Learning Love Institute. Desde 2000, acompanha os fundadores do Instituto produzindo este belo trabalho no Brasil, e fazendo atendimentos individual e casal.